Notícias, Notícias dos Parceiros do Arpa, Outras Notícias

Unidades de conservação vão receber investimentos do Fundo Amapá

Projeto vai receber investimentos de organizações internacionais. Proposta busca benefícios econômicos, sociais e ambientais para áreas

As unidades de conservação do Amapá vão receber investimentos para consolidação e manutenção de áreas protegidas, a partir da assinatura de um fundo financeiro e de um termo de gestão compartilhada entre o governo do estado e instituições internacionais. O projeto Mecanismos de Sustentabilidade Financeira (Fundo Amapá) foi lançado nesta segunda-feira (1º), em Macapá.

O Amapá tem 19 unidades de conservação e 5 terras indígenas homologadas, totalizando mais de 10 milhões de hectares de proteção. Inicialmente, o chamado Fundo Amapá vai priorizar investimentos em unidades de conservação estaduais, com benefícios econômicos, sociais e ambientais.

De acordo com o governo estadual, o projeto inicia com uma doação de R$ 5 milhões para o fundo, feita pela organização ambiental Conservação Internacional (CI-Brasil), através do Global Conservation Fund (GCF). O fundo também vai receber R$ 1 milhão do poder executivo para executar ações e projetos integrados.

O Fundo Amapá será um recurso adotado pelo estado para investir e gerar recursos contínuos com as unidades de conservação amapaenses, por meio do rendimento de aplicações financeiras.

A proposta, também organizada pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), será usada nas unidades a partir das diretrizes definidas no Plano Plurianual do Amapá (PPA). O projeto também inclui captação de recursos, agilidade de execução e flexibilidade na alocação nas áreas protegidas.

Além do Fundo Amapá, o termo de adesão à iniciativa de Gestão Compartilhada do Bloco das Áreas Protegidas do Escudo das Guianas também foi assinado no Palácio do Setentrião, sede do governo do Amapá, nesta segunda-feira. A proposta já havia sido anunciada em janeiro.

* Matéria assinada por Fabiana Figueiredo e publicada no G1 AP em 02/06/2015