Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Anavilhanas realiza capacitação sobre mamíferos terrestres

Objetivo do curso é promover o turismo de maneira responsável

© Todos os direitos reservados. Fotos: Marceo Vidal e Leonardo Milano

O Parque Nacional de Anavilhanas (AM) e o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Sociobiodiversidade Associada a Povos e Comunidades Tradicionais (CNPT) realizaram, em março, o segundo módulo de capacitação sobre mamíferos, voltado para condutores, guias e operadores de turismo, com destaque para aqueles animais mais importantes nas visitações do Parque.

O objetivo é promover o turismo de maneira responsável, utilizando métodos de interpretação ambiental que podem contribuir para a sensibilização dos visitantes em relação a essas espécies. Tanto o parque quanto o centro são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O analista ambiental do CNPT e instrutor do curso, Marcelo Vidal, explicou que a atividade foi direcionada para conservação dos mamíferos terrestres, além de tratar de aspectos ecológicos e comportamentais. “Focamos em animais como os macacos, pequenos e grandes felinos, porcos-do-mato, tamanduás e a anta. Muitos desses animais encontram-se na lista brasileira de animais ameaçados de extinção. Assim, o turismo feito de maneira responsável e utilizando métodos de interpretação ambiental pode contribuir para a sensibilização dos visitantes em relação a estas espécies”, comentou Marcelo.

O primeiro módulo do curso sobre mamíferos, realizado em dezembro de 2014, foi voltado para os animais aquáticos. Assim, foram trabalhadas junto aos participantes informações sobre o boto-vermelho (Inia geoffrensis), o tucuxi (Sotalia fluviatilis), o peixe-boi (Trichechus inunguis), a ariranha (Pteronura brasiliensis) e a lontra (Lutra longicaudis), todos encontrados no interior da Unidade de Conservação.

Segundo a chefe do Parque Nacional de Anavilhanas, Priscila Santos, também foram realizadas capacitações em legislação ambiental, boas práticas em ecoturismo, botânica, hidrologia, entre outros, ministradas por analistas ambientais do ICMBio (vinculados aos Parques Nacionais de Anavilhanas e do Jaú e à Coordenação Regional do ICMBio em Manaus (CR02) e professores da Universidade Federal e Estadual do Amazonas e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

“Esse primeiro ciclo de palestras deve ser encerrado com uma aula/avaliação de campo ainda no primeiro semestre de 2015. O objetivo é que os condutores e guias somem aos seus conhecimentos, já muito ricos, àqueles vindos da academia, para aperfeiçoar seus serviços junto aos visitantes do Parque”, comentou.

Sobre o Parque Nacional de Anavilhanas – Criada em 1981 como Estação Ecológica e recategorizada em 2008 para Parque Nacional, Anavilhanas é uma Unidade de Conservação de proteção integral que abrange aproximadamente 350 mil hectares, com formações florestais diversas, de terra firme e de igapó, além de inúmeros igarapés, lagos, paranãs e furos, e cerca de 400 ilhas. Trata-se de um dos maiores arquipélagos fluviais do mundo. Para saber mais acesse.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9290
* Publicado em 14/04/2015 no site do ICMBio