Uncategorized

Arpa lança o livro “Fortalecimento Comunitário em Unidades de Conservação – Desafios, Avanços e Lições Aprendidas no Programa Áreas Protegidas na Amazônia (ARPA)”

Categoria Home, Uncategorized

UCs apoiadas pelo Arpa

Atualmente o Arpa apoia a consolidação de 117 Unidades de Conservação (UC) na região Amazônica.

Para acessar informações sobre as UCs do ARPA, basta clicar no link da informação desejada:

1) Planilha com os principais dados das UCs apoiadas pelo Programa ARPA (Fonte: UCP).

2) Histórico FAUC 2010-2019 de UCs apoiadas pelo ARPA. Fonte: UCP

3) Plano de Consolidação das UCs Apoiadas (Fonte: UCP)

4) Observatório de UCs (Fonte: WWF)

5) Mapa atualizado das 117 UCs apoiadas pelo Programa ARPA (Fonte: UCP).

Abaixo listagem das 117 UCs apoiadas pelo Arpa com links das páginas oficiais dos órgãos gestores das UCs:

  1. ESEC Alto Maués
  2. ESEC da Terra do Meio
  3. ESEC de Maracá
  4. ESEC de Maracá-Jipioca
  5. ESEC de Niquiá
  6. ESEC do Jari
  7. ESEC do Rio Roosevelt
  8. ESEC Grão Pará
  9. ESEC Juami-Japurá
  10. ESEC Jutaí Solimões
  11. ESEC Rio Acre
  12. ESEC Rio Ronuro
  13. ESEC Samuel
  14. ESEC Serra dos Três Irmãos
  15. PARNA Campos Amazônicos
  16. PARNA da Amazônia
  17. PARNA da Serra do Divisor
  18. PARNA da Serra do Pardo
  19. PARNA de Anavilhanas
  20. PARNA de Pacaás Novos
  21. PARNA do Cabo Orange
  22. PARNA do Jamanxim
  23. PARNA do Jaú
  24. PARNA do Juruena
  25. PARNA do Monte Roraima
  26. PARNA do Rio Novo
  27. PARNA do Viruá
  28. PARNA Mapinguari
  29. PARNA Montanhas do Tumucumaque
  30. PARNA Nascentes do Lago Jari
  31. PARNA Serra da Cutia
  32. PARNA Serra da Mocidade
  33. PE Cantão
  34. PE Chandless
  35. PE Corumbiara
  36. PE Cristalino
  37. PE do Matupiri
  38. PE do Sucunduri
  39. PE Guajará-Mirim
  1. PE Guariba
  2. PE Igarapés do Juruena
  3. PE Rio Negro Setor Norte
  4. PE Rio Negro Setor Sul
  5. PE Serra dos Martírios/Andorinhas
  6. PE Serra dos Reis
  7. PE Serra Ricardo Franco
  8. PE Xingu
  9. RDS Amanã
  10. RDS Bararati
  11. RDS Cujubim
  12. RDS do Aripuanã
  13. RDS do Iratapuru
  14. RDS do Juma
  15. RDS do Matupiri
  16. RDS do Rio Madeira
  17. RDS Igapó-Açu
  18. RDS Itatupã-Baquiá
  19. RDS Mamirauá
  20. RDS Piagaçú-Purus
  21. RDS Puranga Conquista
  22. RDS Rio Amapá
  23. RDS Rio Negro
  24. RDS Uacari
  25. RDS Uatumã
  26. REBIO de Uatumã
  27. REBIO do Abufari
  28. REBIO do Guaporé
  29. REBIO do Gurupi
  30. REBIO do Jaru
  31. REBIO do Rio Trombetas
  32. REBIO do Tapirapé
  33. REBIO Lago Piratuba
  34. REBIO Maicuru
  35. REBIO Nascentes da Serra do Cachimbo
  36. RESEX Alto Tarauacá
  37. RESEX Arapixi
  38. RESEX Arióca Pruanã
  39. RESEX Auati-Paraná
  1. RESEX Baixo Juruá
  2. RESEX Barreiro das Antas
  3. RESEX Canutama
  4. RESEX Catuá-Ipixuna
  5. RESEX Chico Mendes
  6. RESEX de Cururupu
  7. RESEX de São João da Ponta
  8. RESEX do Cazumbá-Iracema
  9. RESEX do Guariba
  10. RESEX do Lago do Capanã Grande
  11. RESEX do Médio Purus
  12. RESEX do Rio Pacaás Novos
  13. RESEX Estadual Rio Cautário
  14. RESEX Guariba-Roosevelt
  15. RESEX Ipaú-Anilzinho
  16. RESEX Ituxi
  17. RESEX Mãe Grande de Curuçá
  18. RESEX Mapuá
  19. RESEX Maracanã
  20. RESEX Marinha Chocoaré-Mato Grosso
  21. RESEX Marinha Cuinarana
  22. RESEX Marinha Mestre Lucindo
  23. RESEX Marinha Mocapajuba
  24. RESEX Médio Juruá
  25. RESEX Renascer
  26. RESEX Rio Cajari
  27. RESEX Rio Cautário
  28. RESEX Rio Gregório
  29. RESEX Rio Iriri
  30. RESEX Rio Jutaí
  31. RESEX Rio Ouro Preto
  32. RESEX Rio Preto Jacundá
  33. RESEX Rio Unini
  34. RESEX Rio Xingu
  35. RESEX Riozinho da Liberdade
  36. RESEX Riozinho do Anfrísio
  37. RESEX Tapajós-Arapiuns
  38. RESEX Terra Grande Pracuúba
  39. RESEX Verde para Sempre
Uncategorized

Quem é quem

O ARPA agrega diferentes entes públicos e privados, além do terceiro setor. O quadro abaixo reflete, de maneira resumida, o arranjo institucional do programa, inclusive os envolvidos na operacionalização do Fundo de Transição. Nele, estão as seguintes instâncias (mais detalhes de suas atribuições nos links ou no Manual Operacional do Programa ARPA):

A seguir, os atuais membros de cada instâncias são apresentados:

Uncategorized

Dados de Desmatamento

As taxas de desmatamento e o índice histórico de desmatamento nas Unidades de Conservação apoiadas pelo programa ARPA podem ser acessadas através do site do PROJETO PRODES – MONITORAMENTO DA FLORESTA AMAZÔNICA BRASILEIRA POR SATÉLITE, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Basta buscar o nome da UC de interesse que é possível visualizar informações do desmatamento na área desde 1997, além de outras informações.

No infográfico e tabela abaixo, é possível consultar os dados resumidos e consolidados sobre o desmatamento em UCs do ARPA entre 2002 e 2016. Os dados brutos podem ser visualizados aqui:

Veja ainda a seguinte publicação sobre o ArpaRedução das Emissões de Carbono do Desmatamento no Brasil: o Papel do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA)

Uncategorized

Mapas de UCs

Atualmente, o ARPA abrange cerca de 60,8 milhões de hectares distribuídos em 117 áreas protegidas, federais e estaduais. Além dessas, há ainda o apoio a 24 processos de criação de novas UCs (4,9 milhões ha).

Sejam de proteção integral ou de uso sustentável, as unidades de conservação apoiadas pelo ARPA protegem ecossistemas considerados chave para a integridade da Amazônia e de sua sociobiodiversidade.

Os recursos financeiros do Programa chegam às Unidades de Conservação na forma de bens, consultorias e serviços que viabilizam a realização das atividades inerentes à sua gestão.

Para facilitar o dia-a-dia dos gestores, o Funbio criou a Conta Vinculada, uma espécie de conta conjunta que mantém com as Unidades de Conservação apoiadas. Ela é utilizada para cobrir pequenos gastos diários e realimentada automaticamente após prestação de contas.

Veja abaixo o mapa das UCs apoiadas atualmente pelo ARPA:

Para o download do mapa acima, clique aqui.

Uncategorized

Doadores e Cooperação Técnica

O êxito do Programa ARPA no alcance das suas metas de conservação da biodiversidade se deu em grande parte graças ao importante apoio financeiro oriundo de doações, sobretudo internacionais, e do apoio da cooperação técnica. A seguir, são listados os apoios ao Programa ARPA para a Fase II e Fase III:

Uncategorized

Componente 2: Consolidação e Gestão das Unidades de Conservação

Objetivo: Estruturar as unidades de conservação integrantes do Programa Arpa para cumprir suas finalidades básicas, promovendo a gestão integrada e participativa e desenvolvendo as competências gerenciais das equipes responsáveis por sua gestão.
Subcomponente 2.1 – Consolidação de Unidades de Conservação

Objetivo: Apoiar a consolidação das unidades de conservação integrantes do Programa Arpa mediante a alocação eficiente de recursos que contribuam com o processo de evolução contínua da gestão das UCs.

Meta: Consolidar 32 milhões de hectares de unidades de conservação no bioma Amazônia (23 milhões de hectares em grau I e 9 milhões de hectares em grau II), sendo 6,5 milhões de hectares de unidades de conservação preexistentes e ainda não apoiadas pelo Programa.

Mais informações:
Subcomponente 2.2 – Modelos de Gestão de Áreas Protegidas

Objetivo: Fomentar a implantação de modelos inovadores de gestão em unidades de conservação, incluindo gestão integrada, compartilhada e participativa, visando o aumento da efetividade da proteção da biodiversidade e gestão territorial e da utilização de recursos.

Meta: Implementar 5 modelos de gestão.

Mais informações:
Subcomponente 2.3 – Integração das comunidades

Objetivo: Promover a articulação e o fortalecimento institucional de organizações de comunidades residentes ou usuárias de UCs apoiadas pelo Arpa, fomentando o seu acesso a políticas públicas e privadas, programas e financiamentos para a utilização sustentável de recursos naturais nas Unidades de Conservação.

Meta: Apoiar até 30 UCs, sendo um plano de ação por UC.

Mais informações:
Subcomponente 2.4 – Desenvolvimento de Competências para a Gestão de Áreas Protegidas

Objetivo: Apoiar o desenvolvimento da competência gerencial das equipes e de parceiros envolvidos com o planejamento e a gestão das UCs.

Meta: Implementar Plano Estratégico de Capacitação.

Mais informações: