Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Conselheiros da Serra do Pardo (PA) aprovam Plano de Manejo e planejam ações

O Conselho Consultivo do Parque Nacional da Serra do Pardo (PA) aprovou o Plano de Manejo da Unidade de Conservação (UC). A apresentação do documento foi realizada em reunião ordinária do Conselho, realizada nos dias 15 e 16 de abril, em Altamira (PA).
O Plano de Manejo, elaborado em 2014, foi apresentado por Leidiane Brusnello, chefe do Parque, com o
apoio técnico do analista ambiental Felipe Mendonça, da Coordenação de Elaboração e Revisão do Plano de Manejo (Coman/Diman). Após considerações do Conselho sobre o zoneamento e a zona de amortecimento, o documento foi aprovado e deverá ser submetido para aprovação da Procuradoria Federal Especializada junto ao Instituto Chico Mendes (PFE/ICMBio).
“A apresentação do Plano de Manejo para o Conselho Consultivo foi de fundamental importância para verificarmos se o trabalho consolidado pela equipe de planejamento atendeu às expectativas apresentadas pelos conselheiros durante a Oficina de Planejamento Participativo realizada em julho de 2014”, afirmou Leidiane.
Segundo ela, o envolvimento da sociedade na elaboração e implementação dos instrumentos de gestão é de extrema relevância para o alcance dos objetivos de criação de uma Unidade de Conservação. “No caso da Serra do Pardo, buscamos construir um Plano de Manejo participativo e estratégico, que nos permita avançar na implementação da UC ao longo dos próximos cinco anos”, frisou a chefe do Parque.
Durante a reunião, o conselho também avaliou a execução do plano de ação definido em 2014 e planejou novas ações para 2015, priorizando processos estratégicos do Plano de Manejo, como: consolidação territorial, proteção e pesquisa/monitoramento. Os participantes discutiram, ainda, a necessidade de renovação do Conselho, que foi criado em 2012.
Também participaram da reunião Carlos Augusto Pinheiro, coordenador regional do ICMBio em Itaituba
(CR3); Wendell Andrade, diretor de Áreas Protegidas do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio); e servidores do Núcleo de Gestão Integrada em Altamira e da sede do ICMBio, em Brasília. A reunião contou com o apoio do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) para sua realização.
* Publicado no ICMBio em Foco 340