Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Conselho da Resex Verde para Sempre (PA) tem reunião extraordinária

Após a formação do Conselho Deliberativo da Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, com o apoio do Projeto Terra do Meio, foi realizada, nos dia 10 e 11 de dezembro, reunião extraordinária do conselho, em Porto de Moz (PA). O encontro contou com a presença de 60 participantes, entre conselheiros, residentes da Resex, representantes da Diretoria de Ações Socioambientais e Consolidação Territorial em UCs (Disat/ICMBio), do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), da Ambiente Consultoria e do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). Na ocasião, já foi agendada para os dias 7 e 8 de fevereiro a primeira reunião ordinária para o exercício de 2014, a qual já tem como uma das pautas a eleição para a renovação da composição do conselho.

A atual chefe da Resex, Rose Paes, tomou posse na presidência do conselho, ficando o coordenador da Coordenação Regional 3 do ICMBio (CR3), Carlos Pinheiro, como seu suplente. Ainda foi composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classifda composição do conselho.

A atual chefe da Resex, Rose Paes, tomou posse na presidência do conselho, ficando o coordenador da Coordenação Regional 3 do ICMBio (CR3), Carlos Pinheiro, como seu suplente. Ainda foi composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na es, tomou posse na presidência do conselho, ficando o coordenador da Coordenação Regional 3 do ICMBio (CR3), Carlos Pinheiro, como seu suplente. Ainda foi composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na es, tomou posse na presidência do conselho, ficando o coordenador da Coordenação Regional 3 do ICMBio (CR3), Carlos Pinheiro, como seu suplente. Ainda foi composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na Resex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária % composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classicação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na Resex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária % composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência nResex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária % composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência nResex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária % composta a Secretaria Executiva, representada pelo Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) e a Colônia de Pescadores de Porto de Moz (Z-64).

Em resposta às demandas da Resex, foram entregues cinco autorizações prévias à análise do Plano de Manejo para as comunidades de Inumbi, Associação Baixo Acariá, Associação Deus Proverá, Associação de Itapeuá e Associação Curuminim, o que fortalecerá os residentes no uso sustentável dos recurso madeireiros. Foi ressaltado o procedimento para solicitação de abertura de áreas de roça para cultivo de subsistência, tendo como base legal a IN 04/2009.

Ainda foram apresentados e aprovados os projetos de pesquisa “O Conselho Deliberativo da Resex Verde para Sempre – formação, representação e gestão – Um estudo de caso”, de Rejane Andrade, da Universidade Federal do Pará (UFPA), e “Levantamento e classificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na Resex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). As propostas têm como principal objetivo o fortalecimento do conselho e o reconhecimento da paisagem desta unidade de conservação (UC), sendo que a segunda proposta resultará na transferência de tecnologia para melhor uso do solo.

Durante a reunião, a Ambiente Consultoria apresentou o projeto de Assistência Técnica Extrativista – Chamada Pública proposto pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que visa a prestação de assistência técnica e extensão rural em UCs de uso sustentável, que já se encontra em campo, e cuja primeira visita para realização de diagnóstico ocorreu no setor baixo do rio Jaurucu – comunidades do Carmelino, Arirua, Jussará, Santa Clara, Fazendinha e São Francisco.

O coordenador regional, Carlos Pinheiro, informou sobre a doação da madeira retirada pelo empreendimento de construção da Hidroelétrica de Belo Monte, que será para uso exclusivo dos moradores da Resex Verde para Sempre.
Coificação dos solos e cobertura vegetação de ocorrência na Resex Verde para Sempre”, da Dsc. Dra. Rosa Paes (ICMBio) e Dsc. Dr. Raimundo Cosme, coordenador do grupo de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). As propostas têm como principal objetivo o fortalecimento do conselho e o reconhecimento da paisagem desta unidade de conservação (UC), sendo que a segunda proposta resultará na transferência de tecnologia para melhor uso do solo.

Durante a reunião, a Ambiente Consultoria apresentou o projeto de Assistência Técnica Extrativista – Chamada Pública proposto pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que visa a prestação de assistência técnica e extensão rural em UCs de uso sustentável, que já se encontra em campo, e cuja primeira visita para realização de diagnóstico ocorreu no setor baixo do rio Jaurucu – comunidades do Carmelino, Arirua, Jussará, Santa Clara, Fazendinha e São Francisco.

O coordenador regional, Carlos Pinheiro, informou sobre a doação da madeira retirada pelo empreendimento de construção da Hidroelétrica de Belo Monte, que será para uso exclusivo dos moradores da Resex Verde para Sempre.
Comunicação ICMBio
(61) 3341-9280

 

* Matéria publicada no site do ICMBio em 20/12/2013