Categoria Institucional

Doadores e Cooperação Técnica

 

O Programa ARPA conta com recursos de quatro doadores principais.

O Banco de Desenvolvimento da Alemanha (KfW) aportou € 17, 67 milhões proveniente do BMZ (Ministério para Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha) e € 2,8 milhões provenientes do BMU (Ministério do Meio Ambiente, da Proteção da Natureza e da Segurança Nuclear da Alemanha).

Para a Fase II, destinou € 10 milhões para investimento direto em unidades de conservação.

O Fundo para o Meio Ambiente Mundial (GEF), por meio do Banco Mundial, aportou US$ 30 milhões ao Programa ARPA entre 2002 e 2008. US$ 14,5 milhões foram destinados ao Fundo de Áreas Protegidas (FAP) e US$ 15,5 milhões utilizados para investimento direto nas unidades de conservação apoiadas pelo Programa.

O WWF-Brasil aportou US$ 11,5 milhões ao Programa ARPA entre 2003 e 2009. Além da contribuição financeira, o WWF desenvolve cooperação técnica com o Ministério do Meio Ambiente para implementação do Programa.

O Fundo Amazônia, gerenciado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinou R$ 20 milhões ao Programa para o período de 2010 e 2013.

A GTZ é uma empresa controlada pelo governo alemão e tem por objetivo prover soluções para o desenvolvimento político, econômico, ecológico e social em âmbito mundial.