Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Equipe de TV visita a Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema (AC)

Nos dias 29 e 30 de janeiro, a Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema, em Sena Madureira no Acre (AC), recebeu a equipe da TV Acre, filiada da Rede Globo, e do Portal G1 Acre. A visita contou com a presença das repórteres Aline Vieira e Raíssa Fernandes e do cinegrafista Luiz Maciel.

Para gravar as matérias, a equipe precisou superar muita lama, chuva, calor, picadas de insetos, subidas e descidas de barrancos, viagens de canoa e longas caminhadas para captar um pouco da realidade local e das belezas naturais da reserva extrativista. Os jornalistas puderam conhecer mais de perto o trabalho dos seringueiros, castanheiros, rezadores e artesãos, além da premiada história de organização comunitária e luta dos seringueiros para criação da reserva extrativista, em 2002, protegendo assim mais de 750 mil hectares de Floresta Amazônica.

Conheceram, também, o 1º curso de Agricultor Familiar, oferecido em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (IFAC) por meio do Programa Nacional de Educação no Campo (PRONACAMPO), no qual entrevistaram professores e alunos sobre a chegada de cursos técnicos na unidade de conservação (UC) e nas comunidades locais. Na oportunidade foram convidados pelos jovens da reserva extrativista (que mantêm voluntariamente um viveiro de mudas) a plantarem duas mudas, como contribuição à conservação da floresta e em sinal de agradecimento pela visita. As árvores serão identificadas com o nome da equipe que esteve na comunidade do Núcleo do Cazumbá.

As matérias geradas durante os dois dias de imersão na floresta terão como resultado uma série de reportagens especiais, que serão veiculadas em rede nacional, durante a programação do Globo Rural e da Globo News. Durante todo o trabalho, a equipe contou com o apoio do líder comunitário Aldeci Maia (Nenzinho) e do analista ambiental e chefe da unidade de conservação, Tiago Juruá, que guiaram os visitantes pelos caminhos da floresta.
Comunicação ICMBio
(61) 3341-9280

* Matéria publicada no site do ICMBio em 21/02/2014