Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Esec Rio Acre (AC) promove expedição para mapear fauna de anfíbios e répteis

A Estação Ecológica Rio Acre, localizada no Acre, promoveu entre os dias 07 e 29 de abril uma expedição para inventariar a herpetofauna (fauna de anfíbios e répteis) existente  na Unidade de Conservação. Para a ação, que envolveu dias  em campo, gestores da Esec contaram com a coordenação  do  pesquisador  e  analista  ambiental  do  Parque  Nacional  do Catimbau (PE), Marco Antonio de Freitas, o pesquisador da Universidade Federal do Acre (UFAC), Nathocley  Venêncio, o analista ambiental da Esec Rio Acre, Lincoln  Schwarzbach,  e  o  técnico  de  agroecologia  Arley  Veloso,  além de uma equipe de apoio entre barqueiros e mateiros  totalizando 15 pessoas em campo.

A expedição contou com o apoio logístico do analista ambiental Anselmo Silva, e da chefe da Esec Rio Acre Aldalúcia Carvalho. A pesquisa contou com apoio e recursos  do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa). Outra  expedição será necessária no período seco para complementar o inventário e melhor conhecimento acerca da herpetofauna da Estação Ecológica. As metodologias utilizadas em campo foram a busca-ativa  durante o dia e a noite, além da instalação de quatro linhas  de armadilhas de interceptação e queda (pitfalls). A pesquisa é importantíssima pois se sabe muito pouco acerca da  fauna de anfíbios e répteis da Estação Ecológica, localizada  em uma área remota, na fronteira com o Peru.

Nesse primeiro inventário foram encontradas 88 espécies,  sendo 43 espécies de anfíbios e 45 espécies de répteis, destacando-se o sapo-cururu-mirim ( Rhinella poeppigii ), como  primeiro registro da espécie para o Brasil, pois esta espécie  é conhecida apenas na Bolívia, Peru e Equador numa faixa  estreita de florestas de montanhas pré andinas.  A serpente Drymobius rhombifer, foi o quinto registro para  o Brasil, sendo uma espécie muito rara e pouco conhecida. A  serpente  Bothrops bilineatus,  também foi outro achado. A  equipe de pesquisadores estará preparando um artigo em que  detalharão melhor os registros feitos na expedição.

* Matéria publicada no informativo ICMBio em Foco 354