Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

ICMBio impede ação de madeireiros em Roraima

Fiscalização evitou o desmatamento de floresta nativa

Uma operação de fiscalização impediu que uma quadrilha de madeireiros desmatassem ilegalmente centenas de hectares de floresta nativa em uma região próxima ao Parque Nacional do Viruá, no município de Caracaraí (RR). A ação foi uma operação conjunta do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Polícia Rodoviária Federal, no dia 11/02.

“Recebemos uma denúncia de que madeireiros estariam agindo ilegalmente, em um projeto de assentamento que, apesar de localizado fora da zona de amortecimento do Parque, possui uma das matas mais importantes da região”, explicou Beatriz Ribeiro, analista ambiental da Unidade de Conservação (UC).

No local, foram apreendidas 220 toras, totalizando 465 m³ de madeira extraída ilegalmente, equipamentos e um trator utilizado na derrubada e transporte das toras. Também foram apreendidos uma carreta carregada com madeira ilegal serrada e diversas tartarugas-da-Amazônia (Podocnemis expansa), que estavam em poder de traficantes. Três pessoas foram detidas e encaminhadas às delegacias da Polícia Civil e Polícia Federal.

A madeira, o caminhão e o trator apreendidos foram transportados para a sede do Parque Nacional do Viruá. Segundo Antonio Lisboa, chefe da UC, a madeira, que foi doada ao ICMBio pelo IBAMA, será utilizada na construção de estruturas para visitação. “A ideia é transformarmos um passivo de crime ambiental, através do turismo e da geração de emprego e renda locais. Essas madeiras virarão abrigos, passarelas, torres de observação e outras estruturas que permitam a sociedade local se desenvolver através do uso estratégico e sustentável dos recursos, e não subsistir através da destruição e exploração”. A madeira apreendida nesta última operação resultou numa incorporação de patrimônio ao Parque estimado em mais de R$ 164 mil.

De acordo com Antonio, a fiscalização é mais efetiva em feriados. “Infrator não tem horário de expediente. Nessa operação, fizemos apreensões todos os dias durante o carnaval. No último Natal, em pleno dia 24, realizamos a maior apreensão de tartarugas adultas de 2014”.

Parcerias garantem sucesso na proteção da região

A operação conjunta realizada durante o carnaval faz parte de uma série de ações realizadas nos últimos anos na região do Parque Nacional do Viruá. “Ativar uma equipe de parceiros em pleno período de carnaval só foi possível graças à qualidade das parcerias estabelecidas, baseadas em muito compromisso e dedicação por parte dos envolvidos”, explicou a analista Beatriz Ribeiro (ICMBio).

Segundo a analista, graças ao trabalho conjunto com o IBAMA, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a CIPA (PM) e a Polícia Federal (PF), as ações resultaram, desde 2011 até agora, na apreensão de mais de mil metros cúbicos de madeira ilegal, diversos caminhões e tratores utilizados em práticas criminosas, e na soltura de 1266 tartarugas adultas.

Saiba mais sobre o Parque Nacional do Viruá

* Matéria assinada por Lorene Lima e publicada no site do ICMBio