Notícias, Notícias das Unidades de Conservação, Notícias dos Parceiros do Arpa

ICMBio participa do maior evento de ciência do Brasil

ntenção foi trocar experiências, valorizar o extrativismo e integrar os meios científico e governamental

ICMBio participa do maior evento de ciência do Brasil
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) participou da 66ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SPBC), maior evento de ciência e tecnologia do País, com o tema “O Desafio da Economia Verde, Mercado Verde e Populações Tradicionais. O encontro aconteceu entre os os dias 23 e 26 de julho na Universidade Federal do Acre (Ufac). O objetivo foi trocar experiências, valorizar o extrativismo e integrar os meios científico e governamental.

O evento foi organizado em mesas-redondas, mini-cursos, exposição de fotos, vídeos e produtos da biodiversidade. O ICMBio participou do debate sobre a temática “Políticas públicas para a sociobiodiversidade”, apresentou produtos relacionados à extração de borracha e castanha, ao manejo madeireiro comunitário e de jacaré e às atividades de pesca e captura de caranguejo.

O coordenador de Produção e Uso Sustentável do ICMBio, Cecil Maya, esteve no local e comentou sobre a importância da reunião. “Muito já se avançou na garantia de políticas públicas que potencializam e qualificam o acesso dos extrativistas aos recursos naturais em bases sustentáveis, de forma a permitir uma maior e melhor inclusão socioprodutiva e níveis mais elevados de acesso à cidadania nas Unidades de Conservação (UCs). Porém, muito ainda precisa ser buscado, o que passa necessariamente pelo fortalecimento da capacidade de gestão das Unidades e pelo empoderamento e maior autonomia das organizações sociais dos extrativistas em busca de uma crescente corresponsabilidade na gestão destes territórios”, explicou Maya.

Segundo o gestor da Resex Cazumbá-Iracema (AC), Tiago Juruá, incluir a pauta extrativista na reunião da SBPC trará resultados importantes futuramente. “Com a participação de gestores e beneficiários das Unidades no evento, certamente colheremos frutos dessa participação nas nossas Ucs. Espera-se que a SBPC Nacional incorpore a SBPC Extrativista nas próximas edições”, explicou Juruá.

As instituições representativas dos extrativistas, também organizadoras do evento, elaboraram uma carta aberta chamada de “Manifesto da SBPC Extrativista – a Intenção entre o saber extrativista e a academia para o progresso da ciência”. No documento, eles destacaram o evento como uma oportunidade de envolvimento entre o conhecimento extrativista e o avanço científico.

Representaram o ICMBio o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Sociobiodiversidade Associada a Povos e Comunidades Tradicionais (CNPT/Acre), os gestores e comunitários das Reservas Extrativistas (Resex) Chico Mendes, do Cazumbá-Iracema, Alto Tarauacá e Alto Juruá e da Floresta Nacional (Flona) Macauã. Os comunitários das Resex de São João da Ponta e da Flona do Tapajós, além da Diretoria de Ações Sociambientais e Consolidação Territorial em Unidades de Conservação (Disat/ICMBio), por meio da Coordenação de Produção e Uso Sustentável (Coprod), também representaram o Instituto.

* Matéria assinada por Lorene Lima e publicada no site do ICMBio em 19/09/2014