Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Jovens extrativistas do Médio Juruá (AM) participam de capacitação

Jovens da Reserva Extrativista (Resex) do Médio Juruá (AM) receberam recentemente o diploma de técnicos de Produção Sustentável em Unidades de Conservação. O evento ocorreu no Núcleo de Conservação e Apoio ao Empreendedorismo Sustentável – Padre João Derickx, localizado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uacari.

Um total de 45 jovens extrativistas, incluindo moradores da RDS, participaram, durante o curso, de disciplinas fundamentais para a sua formação, incluindo Noções de Organização Social e Cultura Amazônica, Sistemas Agroecológicos de Produção Agroflorestal, Matemática Aplicada ao Terceiro Setor, Fundamentos de Gestão do Terceiro Setor, Gestão Empreendedora de Projetos de Sustentabilidade., Metodologia para Elaboração de Projetos Técnicos, Sustentabilidade e Serviços Ambientais e Certificação de Produtos Agroflorestais.

“O curso era um sonho antigo dos extrativistas das duas Reservas, que agora se tornou realidade e motivo de orgulho para as famílias que lutaram pela criação das UCs e buscam políticas públicas nas áreas de educação, saúde e moradia”, afirmou Rosi Batista, chefe da Resex. Ela destacou a importância da formação dos jovens profissionais, a maioria deles da Resex do Médio Juruá, para a melhoria das técnicas das atividades extrativistas, visando as ações de geração de renda e a qualidade de vida das populações, além de colaborar na gestão das Unidades de Conservação e organizações sociais.

Os jovens extrativistas também tiveram a oportunidade de participar de um curso de 80 horas para elaboração de Planos de Negócios. Com as duas capacitações, eles agora estão aptos a colaborarem na assistência técnica, que é o maior gargalo na região. “Em nome da turma agradeço o apoio de cada instituição que fez parte dessa história, dos amigos e amigas que nos apoiaram, torceram por nós e embarcaram na aventura de buscar conhecimento, aprendizado para compreender melhor a vida”, ressaltou Jose Maic, um dos jovens capacitados e morador da comunidade São Raimundo.

A iniciativa foi realizada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e teve como responsável técnico pedagógico o Centro de Educação Tecnológico do Amazonas (Cetam). O curso contou ainda com o apoio de diversas instituições, entre elas Instituto Chico Mendes, Centro Estadual de Unidades de Conservação do Amazonas (CEUC), Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC), Prefeitura de Carauari, Natura, Coca Cola e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

* Publicado no ICMBio em Foco 324