Categoria Home, Uncategorized

Monitoramento

O Programa ARPA realiza três tipos de monitoramento, assim descritos:

Monitoramento Ambiental


 O monitoramento ambiental do Arpa é coordenado pela UCP, com o acompanhamento do PCA. É executado sob a responsabilidade das unidades de conservação, objetivando avaliar a efetividade dos esforços empreendidos pelo programa em relação ao objetivo proposto de assegurar a conservação de uma amostra representativa da biodiversidade da região e contribuir para o seu desenvolvimento sustentável.

O monitoramento na Fase II do programa, será realizado através do acompanhamento de grupos alvos, a serem implementados de forma distinta em unidades de conservação em processo de consolidação no grau II, e de acordo com a disponibilidade de recursos indicados pela Estratégia de Conservação e Investimento:

Grupos Alvos:
* Paisagem: análise das pressões e representatividade ecossistêmica de todo o conjunto de unidades de conservação apoiadas.
* Biodiversidade: monitoramento in situ nas unidades de conservação apoiadas a partir dos critérios de priorização do programa e da análise da paisagem, envolvendo:

Grupos estratégicos para permitir uma análise sistêmica:
* Biomassa e estrutura de vegetação;
* Mamíferos de médio e grande porte;
*  Peixes de igarapés e riachos; e

Grupos específicos para as unidades de conservação monitoradas, com foco nas suas prioridades de conservação (recursos hídricos, espécies ameaçadas, espécies motivadoras da criação da unidade de conservação, etc).

* Sócio-ambiental: utilização de um conjunto de indicadores pré-definidos para acompanhar o uso de recursos, aspectos sócio-econômicos, culturais e as vivências comunitárias nas unidades de conservação que são monitoradas in situ.  

O detalhamento operacional das atividades de monitoramento ambiental a serem desenvolvidas com o apoio do Programa Arpa será apresentado em documento específicas denominado: Diretrizes para o monitoramento da biodiversidade no âmbito do ARPA que encontra-se para Download .
 
Monitoramento Financeiro


O monitoramento financeiro do Programa Arpa envolve as seguintes atividades:

* Análise comparativa dos recursos previstos versus recursos executados;
* Avaliação in loco realizada por comissão representativa dos atores do programa e através de amostragem da execução dos recursos, comparando os recursos planejados com aqueles efetivamente recebidos pelos destinatários;
* Análise comparativa da eficiência da aquisição de bens e contratação de serviços em relação a valores de referência pertinentes;
* Auditoria independente anual para avaliar a conformidade da aplicação de recursos com as regras acordadas para o programa e a legislação brasileira aplicável.

Serão elaborados relatórios financeiros de forma trimestral relatando a adequação, a conformidade e a eficiência da aplicação dos recursos disponibilizados.

Monitoramento Físico

O monitoramento físico é realizado pela UCP nos diferentes níveis de planejamento e execução do Programa Arpa e contará com o apoio de diferentes instrumentos:

* No nível estratégico – Atualização e acompanhamento dos indicadores previstos na Matriz Lógica do programa.
* No nível gerencial – Aplicação do FAUC (Ferramenta de Avaliação da Efetividade) aos executores do programa, para acompanhar a evolução do seu desempenho em relação às metas estabelecidas nos planejamentos estratégicos plurianuais.
* No nível operacional – Acompanhamento da execução dos planos operativos anuais (POAs), através dos sistemas de gerenciamento financeiro do programa.

Anualmente, uma amostra aleatória dos subcomponentes executivos (criação, consolidação e sustentabilidade financeira) apoiadas pelo Arpa será selecionada para avaliação in loco, de forma a validar os avanços relatados através do Ferramenta de Avaliação de Unidades de Conservação.

As informações decorrentes dos instrumentos de monitoramento físico descritos acima e do monitoramento financeiro pertinentes serão consolidadas pela UCP em relatórios semestrais de avanço do Programa Arpa, a serem disponibilizados para a análise crítica do desempenho global pelo Comitê do Programa.