Notícias, Outras Notícias

Prêmio Campeões da Terra da ONU homenageia ministra

Atuação na área ambiental coloca Izabella Teixeira ao lado de Al Gore e Gorbatchev

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, é uma das vencedoras do Prêmio Campeões da Terra 2013, principal homenagem na área ambiental oferecida pela Organização das Nações Unidas (ONU). O anúncio foi feito nesta quinta-feira (12/09), em Brasília. A entrega da distinção ocorrerá em cerimônia no Museu Americano de História Natural, em Nova York, no próximo dia 18.

O prêmio é destinado a líderes de governo, da sociedade civil e do setor privado que se destacam na atuação pelo meio ambiente. Izabella Teixeira será laureada na categoria Liderança Política por, entre outras conquistas, ter desempenhado papel importante na redução do desmatamento na Amazônia e por sua atuação internacional em defesa do meio ambiente.

A ministra declarou estar honrada e surpresa com a indicação, destacando o fato de ser analista ambiental e funcionária de carreira do governo brasileiro. “Este é um prêmio que reconhece e determina que a gente faça mais”, disse. “Um prêmio que chama a atenção de que o Brasil é uma sociedade que tem condições de alcançar o desenvolvimento sustentável mais rápido do que qualquer país no mundo, não só pelas características ambientais que nós temos, mas também pelas características de um povo pacífico e de um país que todo mundo se junta. Temos condições de fazer essa transição numa velocidade mais rápida e com menos barreiras”.

NOVOS CAMINHOS

Izabella Teixeira expressou a convicção de que novos caminhos já estão sendo implantados para construir uma sociedade mais justa e um mundo melhor, um planeta mais sustentável no rumo da economia verde. Durante a cerimônia de anúncio da premiação, ela agradeceu a parceria com a diplomacia brasileira e homenageou a presença das mulheres na agenda da sustentabilidade e o sistema multilateral, por meio dos quais a agenda ambiental acabou ganhando maior destaque nos últimos anos.

O subsecretário-geral da ONU e diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Achim Steiner, parabenizou a ministra em carta lida durante a cerimônia, afirmando que o compromisso dela com o meio ambiente tem sido foco de sua carreira. “A ministra Izabella Teixeira tem estado no centro de alguns dos assuntos mais debatidos e transformadores do momento, desde a Rio+20 [Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável] até a reforma da política florestal brasileira. Izabella tem feito uma abordagem baseada em princípios e pragmatismo e, ao mesmo tempo, construindo pontes para outras questões”, assinalou.

E acrescentou: “Liderança e visão são elementos essenciais na transição para uma economia verde. Esta transição está ocorrendo e ganhou um novo ímpeto com os resultados da Rio+20. Os Campeões da Terra de 2013 estão colocando em prática ações, políticas e estratégias para acelerar essas transformações. São guias para um futuro sustentável”.

O coordenador residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek, explicou que o prêmio é um reconhecimento da atuação da política ambiental brasileira e do esforço pessoal da ministra. “Agradecemos sua contribuição para a construção de um mundo melhor, por um sistema multilateral mais forte e de uma visão do desenvolvimento centrado na dignidade das pessoas”, enfatizou.

DESTAQUE

Para a representante do PNUMA no Brasil, Denise Hamú, a iniciativa reconhece a trajetória de Izabella Teixeira não apenas como ministra, mas por toda sua carreira. “O prêmio coroa toda essa trajetória iniciada há quase 30 anos, com muita dedicação e vontade de mudar o mundo”, destacou. Também afirmou que a homenageada consegue associar muito bem a trajetória científica e acadêmica, com a possibilidade de influenciar e de gerar políticas públicas que gerem as mudanças que o Brasil precisa.

A ministra foi convidada pela Secretaria-Geral da ONU a fazer parte, entre 2010 e 2012, do Painel de Alto Nível sobre Sustentabilidade Global, que apresentou uma nova visão sobre crescimento econômico e prosperidade. Após o Brasil ter sediado a Rio+20, em 2012, com destacada atuação na preparação da conferência e na articulação para o seu documento final, foi nomeada para participar do Painel de Alto Nível do Secretariado Geral da ONU de Pessoas Eminentes para a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015. O painel aconselha a organização na definição dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e no modelo de desenvolvimento para após 2015.

HOMENAGEADOS

O Campeões da Terra é organizado pela ONU desde 2005 e promovido pelo PNUMA. A lista de homenageados inclui o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore, o ex-líder soviético Mikhail Gorbatchev, e o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, entre outros. Até hoje, 59 pessoas e organizações foram premiados por sua liderança, visão, inspiração e ação com o meio ambiente.

Veja mais informações sobre o prêmio aqui.

Izabella agradece: prêmio estimula a trabalhar mais

Matéria assinada por Tinna Oliveira e originalmente publicada no site do Ministério do Meio Ambiente em 13/09/2013