Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Rebio Jaru e Cenap implementam ações do PAN Ariranha

Foi realizada no mês de agosto mais uma atividade do projeto “Distribuição espacial e avaliação populacional de Pteronura brasiliensis na Reserva Biológica (Rebio) do Jaru”, desenvolvido pela Unidade de Conservação (UC) em parceria com o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap). A iniciativa aconteceu entre os dias 19 e 29 de agosto e foi aprovada pelas chamadas internas da Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (Dibio) nos anos de 2012 a 2014.

Os analistas ambientais João Paulo de Oliveira Gomes, da Rebio, e Lívia de Almeida Rodrigues, do Cenap, participaram da primeira campanha de 2014. Na oportunidade, eles revisaram os pontos já registrados para ariranha com o objetivo de avaliar a reutilização das tocas e acampamentos pelos grupos. Durante os dez dias de trabalho em campo, foram avistados três grupos de ariranha, foto-identificados dez espécimes e avistadas duas lontras.

Os resultados preliminares do projeto foram apresentados recentemente, em formato de pôster, no Congresso Internacional de Lontras, que ocorreu de 11 a 15 de agosto, no Rio de Janeiro. Entre 2012 e 2013 foram realizadas cinco campanhas, totalizando 49 dias de campo, onde foram vistoriados os dois principais rios da Rebio – Tarumã e Machado.

O projeto aborda duas ações do Plano de Ação Nacional para Conservação (PAN) da Ariranha. Entre seus objetivos estão realizar a modelagem de distribuição da ariranha para determinar a distribuição potencial da espécie na região e identificar áreas mais importantes para a sua conservação, estimar o tamanho populacional da ararinha e sua área de uso na Rebio do Jaru e entorno e levantar áreas utilizadas pelas lontras na área da UC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto de Lívia Rodrigues

*Matéria publicada em 12/09/2014 no ICMBio em foco.