Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Reserva Chico Mendes (AC) é tema de três publicações do WWF Brasil

28_04_2015_angela_peres-71

Em comemoração aos 25 anos da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, o World Wide Fund for Nature (WWF) Brasil e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizaram na noite desta segunda-feira, 27, o lançamento de três publicações que abordam temas relacionados à reserva.

O “Guia Informativo da Gestão Participativa na Reserva Extrativista Chico Mendes – Acre”, “Produção de Borracha FDL e FSA: Guia de Treinamento” e o “Por Entre Estradas e Varadouros” retratam a história da reserva, a conservação das florestas e depoimentos de diversos extrativistas. O coordenador adjunto do Programa Amazônia, da WWF, Ricardo Melo, conta que o objetivo das publicações é incentivar a cadeia produtiva da borracha no estado.

“O WWF tem apoiado cooperativas e as políticas públicas para aumentar a visibilidade econômica dessa cadeia, assim nós fortalecemos também a relação com empresas de outros lugares do país para que eles possam adquirir o nosso produto”, disse.

Raimundo Mendes, o Raimundão, foi um dos extrativistas homenageados durante o evento (Foto: Angela Peres/Secom)

Na oportunidade, alguns extrativistas foram homenageados, como Raimundo Mendes, o “Raimundão” (FOTO), primo do líder seringueiro Chico Mendes e um dos moradores mais antigos da Resex. “É um motivo de muita alegria estar aqui representando meus companheiros, num momento em que somos reconhecidos por todos vocês. Isso nunca existiu no passado”, relatou.

O governo do Estado tem investido em políticas de incentivo e apoio às cadeias produtivas existentes dentro da Resex, para garantir estabilidade financeira e qualidade de vida aos moradores. “O governo tem investido na consolidação da Resex. Somente nos últimos quatro anos foram desenvolvidos planos comunitários que somam quase R$ 2 milhões em investimentos, para impulsionar as cadeias produtivas da reserva”, afirmou o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Edegard de Deus.

* Publicado na Agência de Notícias do Acre em 28/04/2015