Notícias, Notícias das Unidades de Conservação, Notícias dos Parceiros do Arpa

Resex Cururupu realiza capacitação de boas práticas em turismo

A equipe do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Sociobiodiversidade Associada a Povos e Comunidades Tradicionais (CNPT) deu andamento ao projeto “Ecoturismo de Base Comunitária”, na Ilha dos Lençóis, no Maranhão. Recentemente, foi realizado na Reserva Extrativista (Resex) Marinha de Cururupu, unidade de conservação (UC) federal gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o curso “Boas práticas em turismo de Base Comunitária”. Durante a capacitação, houve a mobilização para a criação de um grupo de trabalho voltado para este tipo de turismo na Ilha dos Lençóis.

Manguezais da Resex Cururupu (PA). Foto: Bruno de Brito Gueiros Souza

Conhecida por seu rico patrimônio cultural que engloba lendas, mitos e expressões folclóricas locais, além de paisagens exuberantes como dunas, lagoas, manguezais e praias, a Ilha de Lençóis é a comunidade da reserva extrativista que mais recebe visitantes. De acordo com Marcelo Vidal, coordenador do projeto e analista do CNPT, o curso teve como objetivo a capacitação dos diferentes atores envolvidos neste modelo de turismo, para melhorar a oferta dos serviços prestados, incorporando e atualizando conceitos e apresentando experiências em turismo de base comunitária que deram certo e que foram desenvolvidas em outras unidades de conservação geridas pelo ICMBio.

O evento foi promovido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Maranhão em parceria com a Resex Marinha de Cururupu, tendo apoio financeiro do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa). Aproveitando a logística organizada para desenvolvimento do curso, foi iniciada mobilização para criação do Grupo de Trabalho (GT), que terá como competência discutir e definir normas relacionadas à visitação na ilha, tais como número máximo de visitantes, atividades a serem realizadas, destinação dos resíduos da visitação e busca de apoio e parceiros.

* Matéria replicada do ICMBio e originalmente publicada em 23/09/2013