Arpa, Notícias, Notícias sobre o Arpa

Reta final: GT do Arpa sobre integração das comunidades do Arpa já tem propostas avaliadas

No dia 27 de junho, o grupo de trabalho de integração das comunidades do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) se reuniu em Brasília para avaliar as propostas de planos de ação enviados pelos órgãos gestores de Unidades de Conservação (UCs). (Clique aqui para saber mais sobre o edital de apoio do Arpa).

Ao todo, a Unidade de Coordenação do Programa Arpa (UCP) recebeu 16 propostas em resposta aos editais de Planos de Ação Sustentável (PAS) e de Planos de Ação dos Povos Indígenas (PPI) publicados em janeiro de 2013, sendo 12 propostas relacionadas à primeira categoria e 4 associadas à segunda. Na reunião, o GT listou as adequações que devem ser feitas pelos proponentes, após o que poderão começar a executar seus planos de ação já em agosto de 2013. A UCP fará o monitoramento em campo de todas essas iniciativas durante 24 meses.

Saiba mais
GT de integração das comunidades do Arpa – O grupo tem o objetivo de promover a articulação e o fortalecimento deorganizações comunitárias e comunidades beneficiárias das UCs apoiadas pelo Arpa e visa à utilização sustentável de recursos naturais nessas unidades. Para isso, prevê o financiamento de PAS direcionados a comunidades não-indígenas e de PPI. Integram o GT de integração das comunidades do Arpa representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente (SEDR/MMA), do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), do Fundo Mundial para a Natureza (WWF Brasil), da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS).