Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

PE Chandless (AC) completa dez anos com programação especial

Para comemorar os 10 anos do Parque Estadual Chandless, completados em setembro de 2014, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) lançou nesta terça-feira, 23, a programação comemorativa que começou com a apresentação do site do parque e a exposição fotográfica “O Chandless é 10”, com imagens feitas pelo repórter fotográfico Diego Gurgel.

A página www.pechandless.org traz o histórico do parque, além de fotos e vídeos do local.

Distribuído entre Manuel Urbano, Sena Madureira e Santa Rosa do Purus, o Parque Chandless detém uma das áreas mais ricas em biodiversidade, um patrimônio genético com a presença de espécies endêmicas e ameaçadas de extinção. O último registro chegou a 1.374 espécies animais, entre as quais estão mais de 400 de aves. São mais de 690 mil hectares de área protegida de maneira integral, o que equivale a 4% de todo o território acreano.

O Chandless foi criado por meio do decreto no 10.670, que instituiu o primeiro parque de responsabilidade do Estado. O titular da Sema, Edegard de Deus, destaca a importância dessa área. “É muito emocionante estar aqui depois de 10 anos comemorando a existência do parque como um dos nossos maiores patrimônios naturais. Nosso desejo é de que a gente consiga passar às pessoas a importância da unidade para o Acre, para o Brasil e para o mundo”, disse.

Toda a rica biodiversidade encontrada no Chandless e o patrimônio cultural que está associado a ele podem ser conhecidos e protegidos com a realização de novas pesquisas. A expectativa é de que, quanto mais estudos realizados, mais descobertas sejam feitas a fim de promover a evolução científica de milhares de princípios ativos existentes na área.

“Quando o Chandless foi criado, a prioridade era proteger, para depois conhecer. Nós temos uma vasta biodiversidade no local. O parque representa grande potencial científico e turístico para o Acre”, ressalta Jesus Rodrigues, coordenador da área.

Há quase sete anos a unidade foi integrada ao Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) e desde então recebe apoio financeiro para compra de equipamentos, consultoria e fiscalização, além de outras atividades que compõem a parceria.

“O Chandless é 10” – A exposição fotográfica “O Chandless é 10” está no hall de entrada da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), localizada na Rua Arlindo Porto Leal, no 241, Centro, até sexta-feira, 26. A visitação é gratuita.

A programação comemorativa se encerra no mesmo dia, com o seminário “10 anos do Parque Estadual Chandless, Eu Escolhi Conservar”, na Universidade Federal do Acre (Ufac).

* Matéria assinada por Paula Amanda e publicada na Agência AC em 23/06/2015

 

Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Parque Estadual Chandless (AC) é tema de dissertação de mestrado na UFAC

Por Fábia Galvão

A Unidade de Conservação (UC) Parque Estadual Chandless (AC) foi objeto da pesquisa de mestrado de Luiz Henrique Medeiros Borges na Universidade Federal do Acre (UFAC). Publicada em maio de 2015, a tese Abundância de mamíferos de médio e grande porte em resposta ao grau de distanciamento do Rio Chandless, Parque Estadual Chandless, Acre, Brasil lista as 51 as espécies de mamíferos de médio e grande porte ocorrentes na área protegida, com destaque para 13 as classificadas como ameaçadas.

A dissertação foi apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais da UFAC, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais. A pesquisa teve como orientador o professor doutor Armando Muniz Calouro e foi financiada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Acre (SEMA/AC) e pelo Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa). Clique na imagem abaixo para acessar o conteúdo completo:

Captura de Tela 2015-05-21 às 22.21.50

 

 

Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Governo promove ações integradas entre indígenas e Parque do Chandless (AC)

Por meio do Parque Estadual do Chandless, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Acre (Sema) concorreu no fim deste ano ao edital do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), envolvendo Planos de Ação dos Povos Indígenas (PPI) para integração das comunidades.

O projeto foi aprovado e o parque contará com um montante de R$ 130 mil, que serão utilizados em 2015 para promover a articulação interinstitucional (Sema/Funai) e comunitária (indígenas e demais populações residentes no parque) visando a utilização sustentável de recursos naturais na Unidade de Conservação.

Entre as ações previstas no projeto, foi realizada uma oficina entre os dias 26 de novembro e 1 de dezembro, com a participação de técnicos da Sema e da Funai, objetivando realizar mapeamento e estabelecimento de acordos para o uso das áreas do Parque Estadual do Chandless junto à comunidade Madijá (12 aldeias) e Huni Kuin (três aldeias).

A Terra Indígena Alto Rio Purus congrega atualmente 50 aldeias e uma população de cerca de 2,5 mil pessoas, distribuídas em 236 mil hectares. Limita-se ao sul com o Parque Estadual do Chandless, ao norte com área discriminada, a leste com a Resex Cazumbá-Iracema e a oeste com a Flona de Santa Rosa do Purus e o Projeto de Assentamento Santa Rosa.

Maurício Galvão e Cristina Lacerda

* Matéria publicada em 30/12/2014 no site página20.net