Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Maracá (RR) reúne conselheiros

Quarenta conselheiros da Estação Ecológicade Maracá, unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizada no município de Amajari (RR), reuniram-se no início do mês de maio.

A reunião foi possível graças ao custeio integral promovido pelo Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), reunindo conselheiros titulares, suplentes e convidados, alcançando um patamar de 84% de presença.

O destaque da reunião ficou por conta da revisão do regimento interno do conselho, instituído em 2007 quando da origem do próprio conselho, tornando-o mais focado na realidade atual. A reunião também foi uma oportunidade para aproximar diferentes entidades e população, possibilitando direcionamentos em relação a futuras capacitações.

Na ocasião pesquisadora da Embrapa/RR, Hyanameyka Evangelista de Lima promoveu curso sobre produção de mudas e enxertia de cupuaçu, que auxiliará as comunidades rurais do entorno.

O Plano de Ação do conselho se encontra em andamento, o que possibilitou mais um ciclo de avaliação para possível encaminhamento de outras demandas.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
* Matéria publicada no site do ICMBio em 28/05/2015

 

Notícias, Notícias das Unidades de Conservação, Notícias dos Parceiros do Arpa, Notícias sobre o Arpa

Arpa contrata serviço para elaboração de projeto audiovisual para a ESEC de Maracá (RR)

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), maior iniciativa de proteção de florestas tropicais do mundo, tem como objetivo a expansão e fortalecimento do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) na Amazônia, a partir da proteção de 60 milhões de hectares na Amazônia – 12% da região, assegurando recursos financeiros para a gestão destas áreas e contribuindo para o desenvolvimento sustentável regional.Criado em 2002, é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e financiado com recursos do Global Environment Facility (GEF)/Banco Mundial, do governo da Alemanha/KfW, do Fundo Amazônia/ BNDES, WWF-Brasil e setor empresarial (Natura e O Boticário), além de contrapartida do Governo Federal e governos estaduais, que totalizarão 395 milhões de dólares.O Fundo Brasileiro para biodiversidade é a instituição responsável pelo gerenciamento dos recursos financeiros, pelas atividades de aquisições e contratações para as unidades de conservação (UCs) e pela gestão de ativos do Fundo de Áreas Protegidas (FAP), um fundo fiduciário que irá garantir a continuidade das ações em longo prazo.Para participar do processo de seleção, as empresas/instituições interessadas deverão manifestar-se até o dia 13 de março de 2015, demonstrando que são qualificadas para desempenhar os serviços descritos no Termo de Referência, apresentando comprovação de capacidade técnica adquirida a partir da realização de trabalhos que se enquadrem no perfil.

Os documentos deverão ser enviados por e-mail para alessandro.oliveira@funbio.org.br, identificados como “Manifestação de interesse_Serviço PJ_ Projeto Audiovisual da ESEC Maracá”.

Clique aqui para visualizar o Termo de Referência.

Somente serão selecionados para participação no processo as empresas e instituições que cumprirem com os requisitos solicitados.

O processo será conduzido em acordo ao Manual para Contratações e Aquisições do Funbio, disponível no nosso site. Os recursos para pagamento dos serviços advêm do contrato assinado entre o KFW e o Funbio para a implementação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) fase II.

O Funbio entrará em contato, solicitando as propostas, somente com as empresas cujas manifestações de interesse em realizar o serviço forem selecionadas.

* Publicado no site do Funbio em 13/02/2015

 

Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Planos de Manejo de UCs do Arpa são aprovados em portarias publicadas no DOU

Os Planos de Manejo da Estação Ecológica de Maracá (RR) e da Reserva Extrativista Barreiro das Antas (RO) foram aprovados em portarias publicadas no Diário Oficial da União. Já a Reserva Biológica de Santa Isabel (SP) teve seu Conselho Consultivo criado. As portarias podem ser acessadas em http://migre.me/ou0PH.