Notícias, Notícias das Unidades de Conservação, Notícias dos Parceiros do Arpa, Notícias sobre o Arpa

Arpa contrata consultoria para levantamento do potencial florestal madeireiro e não madeireiro da RESEX Rio Cautário (RO)

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), maior iniciativa de proteção de florestas tropicais do mundo, tem como objetivo a expansão e fortalecimento do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) na Amazônia, a partir da proteção de 60 milhões de hectares na Amazônia – 12% da região, assegurando recursos financeiros para a gestão destas áreas e contribuindo para o desenvolvimento sustentável regional.

Criado em 2002, é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e financiado com recursos do Global Environment Facility (GEF)/Banco Mundial, do governo da Alemanha/KfW, do Fundo Amazônia/ BNDES, WWF-Brasil e setor empresarial (Natura e O Boticário), além de contrapartida do Governo Federal e governos estaduais, que totalizarão 395 milhões de dólares.

O Fundo Brasileiro para biodiversidade (FUNBIO) é a instituição responsável pelo gerenciamento dos recursos financeiros, pelas atividades de aquisições e contratações para as unidades de conservação (UCs) e pela gestão de ativos do Fundo de Áreas Protegidas (FAP), um fundo fiduciário que irá garantir a continuidade das ações em longo prazo.

Para participar do processo de seleção, as empresas/instituições interessadas deverão manifestar-se até o dia 11 de março de 2015, demonstrando que são qualificadas para desempenhar os serviços descritos no Termo de Referência, apresentando comprovação de capacidade técnica adquirida a partir da realização de trabalhos que se enquadrem no perfil.

Os documentos deverão ser enviados por e-mail para alessandro.oliveira@funbio.org.br, identificados como “Manifestação de interesse_consultoria PJ_ Levantamento do Potencial Florestal da RESEX Rio Cautário”.

Clique aqui para visualizar o Termo de Referência.

Somente serão selecionados para participação no processo as empresas e instituições que cumprirem com os requisitos solicitados.

O processo será conduzido em acordo ao Manual para Contratações e Aquisições do Funbio, disponível no nosso site.

Os recursos para pagamento dos serviços advêm do contrato assinado entre o KFW e o Funbio para a implementação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) fase II.

O Funbio entrará em contato, solicitando as propostas, somente com as empresas cujas manifestações de interesse em realizar o serviço forem selecionadas.

* Publicado no site do Funbio em 13/02/2015

Notícias, Notícias dos Parceiros do Arpa

Arpa contrata empresa de Consultoria para elaboração de Plano de Manejo da RESEX Rio Cautário – RO

O Programa ARPA – Áreas Protegidas da Amazônia é uma parceria entre Governo Brasileiro e outros organismos internacionais e tem por objetivo expandir o sistema de áreas protegidas da Amazônia.

O FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade atua desde 1995 em todo o território nacional, sendo a Instituição responsável pela gestão dos recursos financeiros do programa ARPA, adquirindo bens e contratando serviços como os prestados por sua empresa.

Desta forma, as empresas/instituições interessadas em participar do processo para esta contratação deverão encaminhar por e-mail, até o 11 de julho, uma manifestação de interesse demonstrando que são qualificadas para desempenhar os serviços de elaboração de Plano de Manejo, apresentando portfólio da empresa e comprovação de capacidade técnica adquirida.

Clique aqui para acessar o Termo de Referência (TdR) referente a contratação.

As manifestações de interesse, devidamente embasadas, deverão ser encaminhadas identificadas como “Manifestação de Interesse para contratação de consultoria para elaboração de Plano de Manejo RESEX Rio Cautário – Nome da sua empresa”, aos cuidados de Lívia Berçot, para  livia.bercot@funbio.org.br

O Funbio entrará em contato, solicitando propostas, somente às empresas que apresentarem capacidade técnica básica e cujas manifestações de interesse em realizar o serviço forem selecionadas.

Os recursos para pagamento dos serviços advém do contrato assinado entre o KfW e o Funbio.

Matéria publicada no site do Funbio em 01/07/2014