Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

Feira dos Povos reúne diversidade cultural do Médio Xingu

Evento conta com a participação de seis Unidades de Conservação federais

 © Todos os direitos reservados. Foto: Bruna Schrickte

Formada por áreas protegidas de fundamental importância para a conservação da floresta e dos territórios de povos indígenas e comunidades tradicionais, a região do Médio Xingu, no Pará, sediará um evento à altura da sua diversidade sociocultural: a primeira Feira dos Povos do Médio Xingu.

Uma realização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Feira acontece nos dias 20 e 21 de junho, das 16h às 20h, na Praça Matias, em Altamira (PA). O objetivo do evento é mostrar a riqueza cultural da região, o potencial relativo aos produtos da agrobiodiversidade, a cadeia produtiva do artesanato e a importância dos povos indígenas e extrativistas.

Por conta das suas estreitas relações com a natureza e do conhecimento que possuem do ambiente onde vivem, essas populações são consideradas verdadeiras guardiãs da biodiversidade. A primeira Feira dos Povos do Médio Xingu contará com a participação de indígenas pertencentes a três troncos linguísticos distintos e com costumes singulares – Tupi, Macro-Jê e Karib – além de seringueiros, castanheiros, pescadores, coletores de óleos e sementes, entre outros.

De acordo com o chefe da Reserva Extrativista (Resex) Riozinho do Anfrísio, Rafael Barboza, a ideia é que a Feira dos Povos se consolide como um evento anual. “Queremos dar visibilidade aos moradores das Unidades de Conservação, pois eles têm uma produção muito orgânica, porém pouco conhecida nas cidades da região. Outra finalidade do evento é promover um intercâmbio entre as próprias comunidades. O nosso território é tão grande que muitas delas não se conhecem entre si”, explica Barboza.

Selo-Arpa1Além da Resex Riozinho do Anfrísio, também participam do evento as seguintes Unidades de Conservação federais: Resex Rio Xingu, Resex Rio Iriri, Resex Verde para Sempre, Parque Nacional da Serra do Pardo e Estação Ecológica da Terra do Meio. A Feira terá exibição de filmes, rodas de conversa, mostra fotográfica, comercialização de produtos, entre outras atividades.

Confira a programação.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
* Matéria assinada por Nana Brasil e publicada em 10/06/2015 no site do IMCBio

 

Notícias, Notícias das Unidades de Conservação

No coração da Amazônia, Reserva Extrativista comemora 10 anos de criação

O extrativista Herculano Filho foi repórter por um dia para contar uma história de festa na Resex Riozinho do Anfrísio. Confira ainda reportagens históricas sobre a área e a Terra do Meio, no sul do Pará

Versão para impressão

Herculano Filho nasceu em uma comunidade onde 99% das famílias eram analfabetas. Saúde e educação eram luxos de uma terra distante. Na infância, viu seu pai ser ameaçado por pistoleiros que queriam expulsar sua família do pedaço de floresta onde nasceu. Ele aprendeu o que era um grileiro antes de aprender o que era um professor. Herculano Filho é o repórter do vídeo que aparece logo abaixo. Nos dias 8 e 9/11, ele foi repórter por um dia para contar uma história de festa. Cerca de 300 pessoas reuniram-se na Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio, no sul do Pará, para comemorar os 10 anos da criação da área. Teve roda de conversa, torneio de futebol, dança e um bolo de tamanho proporcional a alegria do povo da Terra do Meio. A reserva é uma das mais emblemáticas Unidades de Conservação da Amazônia, localizada no meio de uma de suas frentes de expansão do desmatamento mais predatórias e, ao mesmo tempo, região de grande importância para a conservação da biodiversidade. Graças à luta de Herculano pai, Herculano Filho poderá criar sua filha em um lugar reconhecido pelo Estado Brasileiro, com posto de saúde, escola e possibilidade de ver crescer uma nova geração que nasce cheia de desafios, mas com a possibilidade real de viver da floresta em pé.

Luiz Augusto Conrado Amaro (Machinha), Herculano Porto e o filho, Edileno (presidente da Amora – Assoc. de Moradores da Resex Riozinho do Anfrísio) apagam a vela em comemoração aos 10 anos de criação da Resex

Confira toda a galeria de fotos da comemoração dos 10 anos da Resex Riozinho do Anfrísio no final da reportagem. Os registros são do fotógrafo Lilo Clareto

Eliane Brum fala sobre a Resex Riozinho do Anfrísio


“Ninguém ganha uma luta sozinho. As lutas são uma soma de muitas resistências e naquele momento cada um fazia a sua parte. Nesse grande movimento o meu era um pequeno papel, o de ser ponte, o de transformar em palavra escrita a história que vocês me contavam pela palavra oral. Historicamente, a palavra escrita foi um instrumento de dominação entre os mais pobres pelas elites. Quantas vezes documentos falsos de grileiros valiam mais do que a palavra verdadeira de vocês e eu queria que a minha escrita fosse não mais um instrumento de violência, mas uma ponte para levar a palavra de vocês, transpondo o fosso entre os Brasis”.

A jornalista e escritora Eliane Brum escreve sobre a Terra do Meio há 10 anos. Ela participou da Roda de Conversa sobre os desafios para os próximos 10 anos da Resex Riozinho do Anfrísio. Ouça a fala da jornalista na íntegra

Veja as reportagens de Eliane Brum sobre a Terra do Meio

Especial: O Povo do Meio (Revista Época)
O Povo do Meio
O País dos Raimundos
A travessia de Herculano
A disputa das almas
Ameaçados de extinção
Onde fica a Terra do Meio

A Amazônia, segundo um morto e um fugitivo

À margem do pai

Outras histórias da Terra do Meio

Especial do Bom Dia Brasil (TV Globo)

Os repórteres Marcelo Canellas e Luiz Quilião apresentaram ao Brasil a Terra do Meio em dezembro de 2007, com a premiadíssima série Terra do Meio, Brasil Invisível. As cinco reportagens traçaram um retrato de uma região do Brasil que era praticamente desconhecida no Pará.

Confira as reportagens:

Os Beiradeiros
Os grileiros
Os exilados
As estradas
Marcados para morrer

Série Florestabilidade (Canal Futura)

A série Florestabilidade: Educação para o Manejo Florestal é um programa educativo, apresentado por Sérgio Marone, que tem como objetivo divulgar e estimular ações sustentáveis em áreas florestais. O programa mostra experiências bem-sucedidas no manejo de recursos das florestas pela população ribeirinha, em comunidades extrativistas, indígenas e por empresas, principalmente nos estados do Acre, Amazonas e Pará. Em 15 episódios, a série trata de assuntos como a extração de madeira, copaíba, açaí, castanha e látex. São colocados em pauta o desenvolvimento social e econômico das famílias e a inclusão de práticas ambientalmente responsáveis no dia a dia das pessoas que vivem no norte do país. A Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio faz parte da série.

Confira as reportagens:

Manejo Florestal de Uso Múltiplo
Manejo de Produtos Florestais Não Madeireiros: Copaíba
Manejo de Produtos Não Florestais: Babaçu

Saiba mais sobre a Terra do Meio – Localizada no centro-sul do Pará, a Terra do Meio é uma das regiões mais importantes para conservação da sociobiodiversidade da Amazônia, mas também o palco de um dos maiores conflitos fundiários do Brasil. Seu destino pode servir para avaliar a real capacidade do Poder Públido para desenvolver e proteger a floresta amazônica. Em 2006, o ISA publicou um conjunto de reportagens especiais e artigos para apontar alguns dos principais problemas socioambientais da região.Veja aqui o Especial.* Publicado no site do ISA em 20/11/2014

 

Notícias, Notícias dos Parceiros do Arpa, Notícias sobre o Arpa, Uncategorized

Projeto Terra do Meio contrata empresa de Consultoria para realização de serviços topográficos de georreferenciamento e sinalização na RESEX Riozinho do Anfrísio (PA)

O Projeto Terra do Meio, financiado pela União Europeia, tem a missão de contribuir com a redução do des­matamento e com a conservação da biodiversidade da região amazônica. O projeto está sob coordenação do MMA e é executado pelo ICMBio e SEMA/PA, e seus recursos são gerenciados pelo Funbio e aplicados na operacionalização de conselhos gestores, elaboração de planos de manejo e proteção, compra de equipamentos, monitoramento do uso de recursos naturais e na implementação de estratégias de desenvolvimento local sustentável.Para participar do processo de seleção, as empresas/instituições interessadas deverão manifestar-se até o dia 21 de março de 2014, demonstrando que são qualificadas para desempenhar os serviços descritos no TdR abaixo, apresentando comprovação de capacidade técnica adquirida a partir da realização de trabalhos que se enquadrem no perfil para a realização dos serviços topográficos de georreferenciamento e sinalização na Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio.Os documentos deverão ser enviados por e-mail para jose.mauro@funbio.org.br, identificados como “Manifestação de interesse_ Consultoria PJ_ Serviços topográficos na RESEX Riozinho do Anfrísio e indicando o NOME da Instituição”.Somente serão selecionados para participação no processo, as empresas e instituições que cumprirem com os requisitos solicitados.

O processo será conduzido em acordo com as regras de Contratações e Aquisições da União Européia.

Os recursos para pagamento dos serviços advém do contrato assinado entre a Comunidade Europeia e Funbio.

Clique aqui para ter acesso ao TdR.

* Matéria publicada no site do Funbio em 13/03/2014