Notícias, Notícias dos Parceiros do Arpa

ICMBio participa de Seminário de Monitoramento da Biodiversidade

Evento acontece até o dia 26 de setembro, em Manaus

ICMBio participa de Seminário de Monitoramento da Biodiversidade
Começou nesta segunda-feira (22), em Manaus (AM), o Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais Renováveis. O evento acontecerá até o dia 26 de setembro no Hotel Intercity Premium Manaus. Durante o seminário, haverá troca de experiências entre representantes de comunidades, técnicos de organizações parceiras, gestores públicos e acadêmicos especialistas.

O objetivo é fortalecer o monitoramento como elemento-chave para a conservação do meio ambiente e dos recursos naturais e criar diretrizes estratégicas para o envolvimento local nessas iniciativas. Por isso, a participação local é considerada transformadora em relação à escala, custo e qualidade do processo de decisão para conservação da biodiversidade.

Além disso, a ação pode reduzir conflitos pelo uso dos recursos naturais e ajudar no combate aos usos predatórios e ilegais desses recursos em áreas protegidas e terras comunitárias. Assim, a abordagem participativa do monitoramento da biodiversidade pode ser uma complementação de alta qualidade e transformadora do monitoramento executado por cientistas.

Com o monitoramento e manejo participativo, as comunidades locais podem se tornar vozes ativas e engajadas na discussão e implementação de políticas públicas para conservação e uso sustentável nas diversas esferas regionais, nacionais e internacionais. Comunidades locais também podem contribuir diretamente para o conhecimento de base científica, necessário para melhor documentar os benefícios das políticas de conservação e uso das terras,como as áreas protegidas e as concessões de direitos de uso às comunidades.

Programação

O seminário em Manaus representa a mais abrangente reunião já realizada com o envolvimento de representantes comunitários, pesquisadores e praticantes. O evento será dividido em duas partes. Nos dois primeiros dias (22 e 23), haverá o 1° Encontro da Rede Internacional de Monitoramento e Manejo Participativo (Participatory Monitoring and Management Partnership – PMMP), que pretende promover o diálogo entre comunidades envolvidas nestas ações e as organizações parceiras.

Nos três dias seguintes (24, 25 e 26), acadêmicos reconhecidos internacionalmente, extensionistas, comunitários e representantes de governo envolvidos com iniciativas de monitoramento se reunirão para debater, por dia, um tema sobre o envolvimento local, buscando o alinhamento técnico e político para promover o monitoramento participativo.

A partir dos trabalhos apresentados pelos participantes , pretende-se elaborar um documento com recomendações e orientações para o envolvimento comunitário no monitoramento da biodiversidade e dos recursos naturais. Com a presença de representantes de iniciativas de monitoramento da Venezuela, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador, Guatemala, México, EUA, Alaska, Austrália, Timor Leste, Filipinas, Indonésia, Madagascar, Inglaterra, Alemanha, Dinamarca, Groenlândia, além de vários estados do Brasil, os debates serão realizados oficialmente em inglês, espanhol e português e terão tradução simultânea nos três idiomas.

O Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais Renováveis é realizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e parceria da Agência Alemã de Cooperação Técnica (GIZ), por encargo do Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza, Construção e Segurança Nuclear da Alemanha (BMUB), Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), Projeto Manguezais do Brasil, The Gordon and Betty Moore Foundation, Wildlife Conservation Society (WCS), Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS) e Nordisk Fond for Miljø og Udvikling, com apoio do Secretariado da Convenção da Diversidade Biológica (CDB).

Para maiores informações, clique aqui e acesse o site do evento

* Matéria assinada por Lorene Lima e publicada no site do ICMBio em 22/09/2014

Notícias, Outras Notícias

Servidores do ICMBio participam de Seminário Internacional de Áreas Protegidas

Os servidores Alexandre Silva Oliveira, Cintia Brazão e Ivan Machado Vasconcelos, representantes dos Parques Nacionais do Rio Novo (PA), da Chapada dos Guimarães (MT) e do Cabo Orange (AP) participaram do 15º Seminário Internacional sobre Manejo de Áreas Protegidas. O evento ocorreu na cidade de Washington DC e no estado de Montana, nos Estados Unidos, entre os dias 16 de julho e 4 de agosto.

O seminário foi realizado pelo Serviço Florestal Americano (USFS), Consórcio Internacional de Manejo de Áreas Protegidas e universidades de Montana, Idaho e Colorado. A atividade faz parte do plano de trabalho da parceria firmada entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o USFS. O evento tem apoio da Cooperação Norte Americana (Usaid), no âmbito da parceria com o Ministério do Meio Ambiente. Para participar, os servidores foram selecionados pela Coordenação-geral de Gestão de Pessoas (CGGP/Diplan).

A capacitação é estruturada em torno de quatro temáticas principais: Planos Integrados de Áreas Protegidas; Envolvimento Comunitário; Turismo, Concessão e Manejo de Visitação e Manejo em Face as Mudanças Climáticas. Os participantes visitaram Florestas Nacionais, conheceram o manejo de suas áreas e o trabalho do Serviço Florestal Americano. Eles também tiveram a oportunidade de conhecer os Parques Nacionais Yellowstone e Glacier, discutir a gestão deles com as equipes das unidades e conhecer políticas públicas relacionadas a áreas protegidas dos EUA.

Participaram 30 pessoas de 20 países, o que possibilitou a troca e discussão dos diferentes contextos que as Unidades de Conservação estão inseridas. Segundo Cintia Brazão, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães recebe mais de 100 mil pessoas por ano e está em plena fase de estruturação para visitação. “Com o seminário foi possível trocar experiências e conhecimento sobre turismo em áreas protegidas em diferentes lugares do mundo”, relatou.

*Matéria publicada no ICMBio em foco no dia 22/08/2014

Notícias, Notícias sobre o Arpa

Arpa apoia capacitações de equipes e parceiros do Programa. Saiba como

Já está em implementação o subcomponente 2.4 do Programa Arpa (Desenvolvimento de Competências para a Gestão de Áreas Protegidas) conforme Plano Estratégico de Capacitação. A linha principal do Plano compreende a reserva de vagas para o Arpa em 14 cursos selecionados da grade de cursos do ICMBio, conforme marcos referenciais do Programa. São eles:

1. Gestão do patrimônio público: mecânica básica e direção preventiva 8. Noções básicas de Administração Pública para gestores
2. Elaboração e execução de projetos de conservação 9. Curso de Instrumentos de Gestão para o Uso de Recursos Naturais
3. Prático de GPS, Trackmaker e Google Earth 10. Gestão de Equipe
4. Geoprocessamento 11. Liderança, Reflexão e Ação
5. 5º Ciclo de Gestão participativa (3 módulos em 2014) 12. Coaching e processos de discussão grupal
6. Curso de gestão de conflitos 13. Curso de Plano de Manejo
7. Gestão de conflitos territoriais: Termos de compromisso 14. 3º Ciclo de Gestão para Resultados (PGR) 3 módulos em 2014

A realização dos primeiros cursos está prevista para agosto. São eles:

a) Curso de GPS, Tracker Maker e Google Earth: 4 a 9 de agosto (com chegada e saída).

b) 5º Ciclo de Gestão Participativa: Participação Social na Conservação da Biodiversidade

1. Curso de fundamentos da gestão socioambiental: 10 a 21 de agosto (com chegada e saída)
2. Momento 1: 28 de setembro a 03 de outubro (com chegada e saída)
3. Momento 2: 23 a 30 de novembro (com chegada e saída)

c) Curso de Geoprocessamento: 31 de agosto a 7 de setembro (com chegada e saída)

 

Para cada curso será aberto e divulgado um edital específico com todos os procedimentos para seleção. Fique atento!

 

Além disso, já estão disponíveis os recursos para a linha de apoio à participação de gestores em congressos. O ARPA apoia a participação em congressos no Brasil para apresentação de trabalhos desenvolvidos no âmbito do Programa, entendendo que, além de uma oportunidade de aprimoramento, trata-se de um eficiente instrumento de divulgação do Programa.

Para se candidatar a esta linha o candidato deverá ter aprovação do órgão gestor, e ser primeiro autor de trabalho relacionado às metas do Programa Arpa, aprovado pela organização do evento. Ainda deverá ser encaminhada à UCP documentação contendo:

a) a descrição dos objetivos, b) atividades programadas, c) descrição da meta do programa abordada no trabalho, d) período de realização, e) instituição proponente, f) custos envolvidos e g) contrapartida alocada.

 

Notícias, Notícias dos Parceiros do Arpa

Seminário “Fundo Amazônia: Construindo Sua História”

Divulgamos abaixo mais um espaço de discussão do Arpa na Rio+20.

Trata-se de uma alternativa de evento à discussão sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, que se realizará também na tarde do dia 15 de junho, no Parque dos Atletas, conforme previamente divulgado.

Devido a limitada capacidade de ocupação das salas reservadas para os respectivos eventos, os interessados no Arpa poderão se distribuir entre os dois eventos.

 

Notícias, Notícias sobre o Arpa

Programação Arpa na RIO+20

A programação do Arpa na Rio+20 inclui:

  • A iniciativa Compromisso com a Amazônia- ARPA para a Vida, no dia 18 de junho, conforme notícia e programação já divulgados.
  • Estará inserido ainda na discussão sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, no dia 15 de junho, das 14h30 às 19h no Parque dos Atletas, Pavilhão CNO, Auditório 4, conforme convite abaixo e programação em anexo.
  • Ainda, o Arpa será exposto no Pavilhão Brasil (Parque dos Atletas) e na Exposição Multimeios de Políticas Públicas da Arena Socioambiental (Parque do Flamengo).